sexta-feira, 30 de junho de 2017

AVISO

Caros amigos e amigas da blogsfera,
meu breve sumiço é consequência
 de um problema de saúde. Estou  em
recuperação. Voltarei nos próximos dias.
Um grande abraço a todos.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

METIDOS

Sabemos pouca coisa
do que há para ser conhecido,
entretanto, damos pitacos,
sobre quase tudo que existe
Gostamos de passar por espertos
em qualquer assunto em debate
e até quando desconhecemos
o teor do tema aventado
dizemos que agora não lembramos
por motivos amnéticos esporádicos,
mas dominamos a matéria, por certo.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

VOCÊ QUE IR LONGE?

Outro dia li uma cronica
do Carlos Heitor Cony,
na qual ele dizia que
não é bom viver muito:
ele, nonagenário, estava só
seus pares já haviam partido
e a saúde  claudicava...
Eu penso, com meus botões, que
quando a boa disposição mental
acompanha o ser na ancianidade
e o esqueleto obedece os comandos,
o sujeito tirou bilhete premiado.


terça-feira, 20 de junho de 2017

FRIO NOSSO DE CADA INVERNO

Agora as coisas estão nos lugares:
o frio está chegando devagarinho
cumprindo  função   protocolar.
Seria inadequada sua ausência
no bico do Brasil Meridional,
 à entrada de mais um  inverno,
A gauchada espera do calendário,
a função curricular da estação:
frio para aquecer nossa alma.
Que prossiga com tudo de direito,
frio que nasce ao pé da Patagônia
e traz o minuano para o Rio Grande.
 Inverno meia-boca não tem graça,
pois o inconsciente coletivo daqui
foi plasmado sob  estética do frio.







sábado, 17 de junho de 2017

O NOVO?

Nos  momentos críticos,
e são tantos,
da política nacional,
 surgem os "messiânicos"
propondo caminhos novos
através de percursos antigos
Grupos recentes, entre aspas,
propugnam-se
guardiões dos valores
que foram esquecidos
e jogados na lata do lixo.
Gostaria de saber de  onde procedem
estas vestais.
Será que vêm da lua?



























terça-feira, 13 de junho de 2017

E AGORA JOSÉ?

Assistimos pasmos
os lances suspeitos
que aliviaram a pele,
por ora, quem sabe,
do amigo da JBS.
Sob a justificativa
de que não se derruba
presidente a toda a hora
o ministro Gilmar Mendes
meteu os pés pelas mãos.
O "arauto da estabilidade"
nesta história mal contada,
exige  priorização do mandato
ainda que o alicerce do mesmo
esteja impregnado da lama corrupta.



domingo, 11 de junho de 2017

O QUE SERÁ, O QUE SERÁ?

O frio chegou
no sul  do meu país
já nevou em Urupema,
em São José dos Ausentes,
de  repente em Gramado,
Mas no paralelo 30,
por enquanto,
 só uma  aragem
e  faz dez graus
Aqui no paralelo mágico,
 não neva nunca.
Para ver neve os filetes gelados
só  subindo a serra
ou dando  um  pulo em Santa.
Mas  se a gente fizesse campanha
para a neve  nos visitar,
acho que  poderia dar certo,
Não tão  certo quanto a absolvição
da propinada chapa Dilma-Temer,
mas se poderia tentar...
Ah, lembrei de uma música!
Não direi o nome do autor,
por que ele deve estar contente
com o "carimbaço" do STE
"O que  será,  o que serà?
O que não tem juízo.
O que não tem decência nem nunca terá!"...



sexta-feira, 9 de junho de 2017

NAQUELE TEMPO

O sonho de consumo
da minha geração
era radinho de pilhas
e calça azul desbotada.
Hoje,isso soa estranho:
como éramos primitivos!
Vivíamos com nossas tralhas,
enchíamos as salas dos cinemas
e curtíamos nossas gírias.
nos bate-papos das patotas.
Meus caros jovens,
somos, sim, jurássicos!

quarta-feira, 7 de junho de 2017

ALHOS E BUGALHOS

A moça impoluta corou
quando o homem do armazém
disse que ia tirar a tara do treco,
depois ficou vermelha
cor de morango maduro
e saiu a correr, soluçante...
A menina, ignara, não sabia
que tara na linguagem bolicheira
significa subtrair o valor
do peso correspondente à embalagem
da  mercadoria aferida no prato da balança.
Desconhecendo o sentido do termo proferido,
a garota, crua, disse à mãe que o negociante
lhe dissera (ipsis litteris) que ia tirar a tara.
A mãe de pouca escola e de poucas  luzes,
pôs-se a gritar, segurando o rosário:
Deus nos livre dos tarados!



segunda-feira, 5 de junho de 2017

LAVA JATO

Acho que a súcia de calhordas
que está sobre a carne seca
pretende cortar as asas
da Boa Nova: Lava Jato
Há quem diga (sobretudo, os suspeitos)
que as deliberações do Sr. Moro
estão travando a economia do país.
Já começaram as manobras
em prol da redução de verbas
destinadas às operações
da república de Curitiba.
A troca do Sr. Osmar Serraglio
no ministério da Justiça
pelo Sr. Torquato Jardim,
antipático à Lava Jato
pode ser a gota d'água.
Oremos para que o pior não aconteça.
Oremos pela manutenção e amplidão da Lava Jato.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

COMEÇO E FIM

Quando os apocalípticos fazem o que adoram:
vender o fim do mundo a toda gente
não estão dizendo  nenhuma novidade,
porque começo, meio e fim são etapas
do processo natural das coisas.
Todo o dia, algo se transforma
na imensidão tempo/espaço.
Estrelas nascem, planetas morrem,
mas não ficamos sabendo,
porque nosso conhecimento
é um grãozinho de areia
na escala cósmica.