segunda-feira, 19 de julho de 2010

A ILUSÃO

Nós que somos filhos da sabedoria cósmica
hoje inseridos numa gaveta do universo
esquecemos da nossa condição transitória
iludimo-nos com projetos perenes
mesmo que no fundo saibamos
que nada perdura.

E,no entanto, o espírito é eterno
Eternidade incompreensível
aos nossos sentidos embotados
pelo desgaste da labuta inglória:
correr desesperado, de um lugar a outro,
em busca de nada.

domingo, 11 de julho de 2010

Quando dei por mim
estava dentro do palco
de um teatro primitivo
representando a peça vida.

Percebi naquele instante
que somos todos canastrões
dentre milhões de personagens
que passaram por aqui.

É uma obra tão antiga,
qual a idade do mundo,
no entanto se renova
toda vez que vai ao palco.

Ator e platéia se confundem
à medida que a fantasia
escapa do controle do artista
e as vezes a crítica comenta:
a vida imita a arte.

terça-feira, 6 de julho de 2010

FALÁCIA

Eles dizem:
queremos o bem comum,
vamos acabar com a fome do povo.
Conduziremos o rebanho
pela esquerda, pela direita,
para frente... para trás,
se for necessário.

Ah, falastrões,
que tiram partido da retórica,
da lábia e da cadeira empoeirada no Congresso.

Esses messeânicos falam de projetos mirabolantes
mas são incapazes de combater a doença primitiva da massa:
 A IGNORÂNCIA.